Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Conto de natal: ironia natalícia!

Há um ano atrás escrevi este post. Longe de imaginar que um ano depois teria um natal assim.

Ora bem, na semana antes do natal eis que senhora sogra diz ao filho que este ano não está para se chatear no natal, até porque a mãe vai para casa do outro filho (irmão com quem não se dá), o namorado vai para casa da filha mais velha, e ela não está para se chatear e não quer fazer nada.

Eis que rejubilei com a perspectiva de um natal a dois, com quatro gatos, um natal sem fretes, sem hipocrisias, sem merdas (pardon my french), mas, ao mesmo tempo, fiquei com aquela recusa dela, em estar com o filho na noite de natal, entalada, até porque era só mesmo ele (nós) que tinha, curiosamente a mesma (e única) pessoa que tem ao longo do ano para o que precisa e quer. Mas cá se fazem, cá se pagam, e pode ser que agora o filho comece a perceber a mãe egoísta que tem e deixa de estar sempre disponível para as vontades e desígnios de sua majestade. 

Portanto, eu já há muito sou orfã de família viva, ele, que também não tem propriamente uma família unida já que a senhora mãezinha não se dá com ninguém,  este ano viu a mãe bater-lhe com a porta na cara, ficámos os dois num adorável pijama christmas. Preparei a nossa ceia, petiscos vários, e assim estivemos no nosso lar doce lar, em paz e sossego (o sossego só se sentiu quando os gatos adormeceram). Vimos séries, filmes, petiscámos, tirámos sestas, trocámos prendas, acabei de ler um livro que andava a engonhar, e lá se foi o natal, para o ano há mais.

No rescaldo tenho é o homem com um principio de infeção urinária, que me fez cancelar um almoço muito especial que estava marcado para ontem; já foi finalmente ao médico, antibiótico durante cinco dias, uma passagem de ano que se prevê regada a água (deve ser, deve), e assim se volta à vida rotineira depois da pausa natalícia, ainda que a meio balanço para a festa de passagem de ano, e nós, já que tivémos um natal calminho, na passagem de ano vamos em grande grupo de amigos fazer a festa. 

 

12 comentários

Comentar post