Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Drama das férias II

O coração pequenino por deixar em casa os meus meninos. 

A viagem é longa e com calor. Antes do destino final, ainda vamos parar dois dias, pelo caminho, para visitar uns amigos. Fazer a viagem com eles a reboque não é tarefa fácil e sei que os ia stressar imenso. 

Em anos anteriores recorri ao hotel animal. Foram muito bem tratados. Mas, tirá-los do seu ambiente é, por si só, um enorme stress. O ano passado acedi a que a sogra viesse tratar deles. Escusado será dizer que não gostei. Eles estavam em stress, havia coisas partidas e outras coisas inexplicáveis. E ainda por cima a minha vizinha comentou que nunca viu a senhora. Cedi aos argumentos do Gandhe e não gostei muito, para além de ficar a "dever favores" a persona non grata.

Em maio, nas mini férias, recorri aos serviços de uma enfermeira veterinária, ligada a associações, com amigos em comum. Boas referências, de confiança. Adorei. Agora é ela que vai ficar novamente encarregue de tratar deles, e sei que estarão em ótimas mãos. Ficam no espaço deles, na casa que conhecem, com as suas coisas, o cheiro dos donos, são vistos duas vezes ao dia, alimentação e cuidados higiénicos garantidos, a atenção necessária e os mimos que eles permitirem fazer. Mas, sei que vou andar de coração apertadinho com saudades, ansiosa pelas notícias das visitas dela, sempre a pensar se estará tudo bem. 

Ainda nem fui e já ando a suspirar pelos dias que vou estar longe deles! 

 

7 comentários

Comentar post