Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Gosto de

 

Tatuagens. Pequeninas. Só contorno, como um delicado desenho. Nunca tive coragem para fazer (ai o medo de agulhas), nunca me decidi por nenhuma que pensasse que sim, faria sentido gravar na minha pele até ao fim dos meus dias.

Ainda assim, há algumas que me deixam a suspirar profundamente pela coragem que não vem para as gravar na pele. 

Cat_Tatto.JPG

Perdidamente apaixonada por esta, faria no pulso.

Infinito_Tatto.JPG

 Em vez de Stay Strong, Carpe Diem e seria perfeita para mim. Só não sei bem onde a colocaria. Talvez no pé.

 

 A chamada Mão de Hamsá, com o olho de Hórus ao centro. Exatamente no sítio da rapariga da foto (retirada do Google), ou em ponto mais pequeno, mais acima no pescoço. 

 

Há outros motivos que também gosto, como as flores de lótusos cata sonhos, estrelinhas, palavras, e obviamente, tudo quanto seja tatuagem com o tema gatos:

Falta coragem, ter boas referências de um tatuador, e claro, a decisão em gastar dinheiro numa tatuagem, com risco de gostar e não ficar só por uma. Ah, e também falta "ignorar" os comentários e argumentos do Gandhe, que detesta tatuagens.

Um dia, quem sabe, vem a coragem, e tudo o resto. 

 

10 comentários

Comentar post