Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

I will survive

Não estou a contar os dias para o Natal, mas para umas mini férias. Ah se me apanho no dia 28 às 18h até penso que é mentira. Até lá carradas de trabalho. Hoje caiu-me mais uma tarefa em cima, daquelas que eu gosto à brava (not really). Um ficheiro que devia ter sido feito e atualizado com dados recolhidos ao longo do ano, que uns colegas começaram a fazer e a tratar, mas ficou parado, esquecido (convenientemente), e hoje o chefe lembra-se de me pedir resultados (valores) dos dados supostamente recolhidos nesse ficheiro. Não só pego numa tarefa "a meio", que nem a 1/4 está, como ainda tenho de limpar a merda que os outros fizeram do quase nada que fizeram. Lindo!

A par disso, há o trabalho diário a manter em dia, e que a bem verdade me ocupa as horas de serviço. 

As próximas semanas vão ser sofridas, cansativas, penosas. Ainda por cima vou ter formações pelo meio. Dias inteiros fechada numa sala de formação, o meu serviço à minha espera, mais o dos outros que devia ter sido feito e agora me caiu em cima. Apetece-me cortar os pulsos. 

Para ajudar, vai começar a saga dos jantares de Natal. É o das meninas da aula de ginástica já esta semana, é o da empresa, o dos amigos da dança, o da escola de dança, com um casal amigo... Não que não goste destes jantares, claro que sim. Mas para quem anda com os níveis de energia no limite da reserva, não sei onde vou buscar pedalada para tanto trabalho e eventos sociais. Isso e espaço para toda a comida que me espera. Chego a janeiro a rebolar.

 

5 comentários

Comentar post