Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Leitura terapêutica

Ontem à noite sentia-me agitada, a cabeça a mil, as emoções num rodopio nervosinho. O banho quente não me serenou. Nem o chá. Quando me deitei percebi que ia sofrer de insónias e ia ter uma noite da treta. Se já me sentia esgotada, a perspetiva de uma noita dessas aterrou-me.

Pouco crente, peguei no livro. Achava que não me ia concentrar, que não ia conseguir ler, que não estava para aí virada. Pois que não.

Fiquei de tal forma agarrada, que me embrenhei na leitura e desliguei a ficha do mundo, das ideias saltitantes. Acalmei. Dormi já depois da 1h30 da manhã. Posso não ter dormido muitas horas, ou as que achava que precisava para descansar. Mas a verdade é que dormi tão bem, tão profundamente, que acordei com outra energia, outro animo, outra leveza.

 

6 comentários

Comentar post