Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

O drama da carteira

Por carteira entenda-se porta-documentos, porta-moedas, aguarda-por-notas, acumula-talões, coleciona-cartões-de-cliente.

Só pela descrição já perceberam que há uma infinidade de tralha a guardar na carteira. 

Ora, assim sendo, que carteira escolher? Uma de tamanho XXL que nos obriga a andar com malas também XXL, porque além da carteira XXL ainda há o necessaire com os primeiros socorros, a maquilhagem, a caixa dos óculos de sol, a agenda, o bloco de notas, o telemóvel, quiçá o tablet e o carregador, não vá ficar sem bateria, o lanche, as chaves de casa, do carro, outros óculos de sol, lenços de papel. 4 pacotes, não vá algum acabar. Continuo?

Há as de tamanho médio, cabe uma quantidade razoável de cartões, pelos menos os principais que mais usamos, e os documentos, já não exige uma mega mala, mas ainda assim, se queremos usar uma mala mais pequena, o raio da carteira é maior que a mala, ou enche logo aquilo tudo, lá vamos ter de pegar só no que é essencial e levar num porta-moedas pequeno, com espaço para dois ou três cartões.

Ah, a epifania. Afinal pode-se sair de casa com Cartão de Cidadão (ainda não mudou, pois não?), a carta de condução, o cartão multibanco, alguns trocos e siga. Mas de repente, no regresso a casa até se passou no supermercado, e raios que o cartão de cliente ficou em casa, bem como os talões de desconto. E nisto recebe-se um telefonema, queremos anotar algum recado mas raio o bloco de notas ou a agenda ficou em casa, porra para isto, malas pequenas não são para mim, nem um papel perdido na carteira tenho, porque a carteira ficou em casa, quem me manda sair de casa assim desprevenida.

Um drama. Um drama!

Ou andamos carregadas quem nem mulas de carga, ou damos uma de minimalistas e tudo nos falta.

 

 

Agora digam-me como é que ELES conseguem usar a mini carteira no bolso das calças????

Ah, já sei. O resto pedem às mulheres para guardarem. Nas malas delas. 

 

20 comentários

Comentar post