Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Pandora a antinatalícia

É obrigatório ser feliz, não é? Viver estes dois dias em abraços, beijinhos, trocas de presentes, mesas fartas e risos em volta. É obrigatório, não é? Ah a união e a paz e a saúde e a solidariedade, ah o tempo da família, blá blá blá. 

Deixem-me em paz. Se soubessem como eu ficaria feliz se ficasse na minha casa, de pijama vestido, no sofá estendida, com os gatos aos pés, no embalo da árvore de natal a piscar, petiscando aqui e ali, a ler ou a ver um filme qualquer. Se soubessem como eu ficaria verdadeiramente feliz e em paz sozinha, que é assim que também passo os restantes 363 dias do ano, em vez de ir fazer corpo presente onde não me sinto bem, ter de fazer conversa fiada com quem nada me diz, e na palmadinha natalícia nas costas, sentir a ponta da faca que está cravada o ano todo. 

Falta muito para chegar o dia 26 e poder respirar e sentir os ombros leves novamente?! 

11 comentários

Comentar post