Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Pandora, que tens feito?

Ora pois que no Sábado caí da cama, que é como quem diz, saí do quente cedo para ir ao Centro Comercial tratar do resto das prendas de Natal. Pois que às 10h00 estava a estacionar o carro e apanhei as lojas na paz do senhor, arrumadinhas e com as funcionárias ainda penteadas e com paciência para atender clientes. Vai que em 40 minutos despachei tudo o que queria, e ainda apanhei umas promoções e ofertas extra que souberam mesmo bem.

À tarde um café com amigos, onde já entregámos a prenda à família, com um bebé a caminho. Gostaram muito e eu fico muito feliz por ter acertado em cheio na prenda e deixar quem a recebe feliz.

Serão caseiro, jantarzinho, pôr episódios das séries em dia, um pouco de leitura (ando a engonhar o livro, desiludiu-me).

Domingo foi dia de convívio e jantar de natal da escola de dança. Muita dança, muita comida, mais dança, animação, ambiente descontraído, familiar. Foi bom. 

Ontem aula de dança. Cheguei a casa perto da meia noite. 

Até ao final da semana tenho de recuperar um pouco já que sexta há jantar de natal da empresa, sábado jantar de natal com amigos, e valha-me nossa senhora das rabanadas, que abriu a época da desgraça alimentar, desse pecado maravilhoso que é a gula. Nutricionista, só em janeiro. E lá para meados. Que é para não assustar a balança. 

Assim como assim, e para ser desgraça em grande, uma colega de trabalho fez anos e trouxe bolo brigadeiro para oferecer aos colegas. Já me lambuzei com uma fatia, pois claro. 

Lá dizia a minha avó: perdido por cem, perdido por mil.

 

 

3 comentários

Comentar post