Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Por aqui

Tem-se um dia cheio de trabalho.

Felizmente as dores de garganta dissiparam-se, ave santo Brufen.

Deixei maruca a descongelar com ideia de fazer assim uma cena toda pomposa em papelotes, mas o que me apetece mesmo, mesmo, mesmo é um belo de um ensopado de peixe, com tomate, pimento, camarão, e umas belas fatias de pão rústico embebidos naquele caldo. Ah, um bálsamo para a alma, um conforto para o estômago.  

É com alegria quase pueril que olho pela janela a esta hora e vejo que ainda há luz do dia, ainda não é noite cerrada. Ah, maravilha. Ganho logo outro animo.

Pronto, e agora que descarreguei as banalidades do dia, tenho de voltar ao trabalho. Falta pouco mais de meia hora para sair, e sinceramente não quero sair mais tarde para acabar o que tenho de acabar.

Fui!

 

17 comentários

Comentar post