Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Quem não arrisca...

Ontem cheguei a casa em modo tesa que nem um carapau seco. Nem o Robocop deveria andar assim tão direito. Ai as minhas cruzes!!! Lamuriava-me eu.

Ainda assim, estava indecisa se ia ou não ia à aula de cardio fitness. Doida, eu sei. Mas quer dizer, com tantas maleitas, tenho faltado, e depois uma gaja quer estar boua para o biquíni e népias. Não foi este o motivo. A verdade é que tinha dúvidas se fazer um bom aquecimento e uns bons alongamentos até não me aliviariam as dores na lombar. Esta é a vantagem da professora ser também fisioterapeuta e osteopata. Portanto, teria todo o apoio necessário, durante os exercícios, à minha condição. A alternativa era ficar em casa de mantinha nos joelhos, o mais direita e imóvel que conseguisse para não sentir aquelas pontadas de dor. 

Arranjei o peixe, o Gandhe queria assado, eu disse que me apetecia cozido, para descomplicar. Foi peixe cozido, com legumes cozidos. Deixei tudo orientado para depois ele pôr a cozer e fui-me equipar.

Ele arregalou os olhos. Vais à aula????? Não vais ficar pior das costas? 

Fui à aula. Distraí-me com as brincadeiras e parvoeiras com as colegas, a professora, dado que eu não era a única entrevadinha da turma, fez uma aula soft, apostando muito nos alongamentos. Custou sentir tudo a esticar até ao limite. Mas caramba, resultou. Uma sensação de alívio. Cheguei a casa com mais energia, dormi melhor, hoje mal sinto dor. 

 

4 comentários

Comentar post