Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Tanta produção para borrar a pintura em menos de nada

No Sábado, por força das circunstâncias, acabei a jantar no centro comercial mais próximo. Na mesa ao lado uma jovem, loira oxigenada, com as raízes escuras, toda produzida, toda fashion nigth out. Mas depois comia as batatas fritas como um hamster: pequenas dentadinhas e as batatas a acumular nas bochechas. Quando estavam as bochechas atestadas, mastigava de boca aberta. 

Oh fonix!

 

8 comentários

Comentar post