Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Uma da manhã, hey!

Ontem, apesar do cansaço, principalmente físico, pelo esforço da aula de ginástica, depois do banho, do pijama vestido, de uma caneca de leite quente, enfiei-me na cama e peguei no livro. Perdi noção do tempo, tão embrenhada estava. E só quando senti vontade de ir à casa de banho me  apercebi dos braços dormentes, por estar há tanto tempo na mesma posição. Era quase 1h da manhã e eu a não querer parar. Sôfrega, voraz, só queria devorar as palavras que me levavam ao fim do livro. 

Puxei do meu bom senso e estabeleci o limite para o capítulo que estava prestes a terminar. Ainda comecei o seguinte, mas forcei-me a fechar o livro, apagar a luz e dormir. Não adormeci logo, ali, às voltas com as últimas revelações. Que grande revelação. Não posso dizer reviravolta, porque não alterou o rumo da história, mas são os detalhes que faltavam, as revelações, os segredos guardados que são totalmente inesperados. UAU!!! É só o que consigo dizer.

Agora só anseio por logo, tomar o meu banho quente, vestir o pijama, e retomar a leitura para só parar, provavelmente, na última página.

E agora que me rendi ao autor e ao livro, quero os outros, a trilogia completa... quero muito mesmo!! 

trilogia_Zafon.JPG

 

17 comentários

Comentar post