Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Veio mesmo a calhar!

Hoje as assoadelas diminuíram, para bem do meu nariz. Bendito anti-histamínico que tomei ontem à noite e me deixou com uma pedrada de sono por 24h. Ah, e as snifadelas que dei de manhã para descongestionamento nasal. Adiante, do corrimento nasal que ontem não me deixou sossegada, sempre de mão na caixa dos kleenex, hoje estava francamente melhor. Mas veio a tosse. Daquela que se me arrancava os pulmões pela garganta. Foi piorando ao longo do dia.

Pensava eu, de consciência pesada (e não só) que lá ia faltar outra vez à aula de cardio fitness, e que isto é muito giro para alimentar a minha preguicite em mexer o rabo, mas no dia que voltar vai ser o cabo das dores musculares.

Entre o vou, não vou, transpirar até me pode ajudar a desosbstruir as cavidades respiratórias, expulsar o vírus da gripe para o Pólo Norte, mas ai credo, que lá tenho fôlego para aguentar a pedalada da profe, ainda me vem com as aulas de agachamentos e largo os pulmões pelas narinas, sei lá, vou, não vou, semana passada não pus lá os pés, ai o que é que eu faço, eis que recebo uma sms da professora a avisar que está doente, não pode dar aula hoje, compensa depois.

As rápidas melhoras à professorinha, mas caraças, que até me senti com 5 kgs a menos na consciência (antes fosse nas ancas). 

Agora vou ali ao chá de limão com mel, anti-histamínico no buxo e dormir que nem um rochedo, não sem antes besuntar o nariz em óleo de rosa mosqueta para ressuscitar a pele seca e gretada que tenho no lugar das narinas.

Adoro (not) o inverno!

 

5 comentários

Comentar post