Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

grandes-autores-billboard
08
Out15

Quem diria?!

Eu, Pandora Maria de Rococó, estou aqui de consciência pesada (se calhar não é só a consciência) porque estou há uma semana sem pôr os pés nas aulas de ginástica. Na quinta feira passada estava miseravelmente doente, e só na sexta fui ao médico, esta terça, não estando totalmente recuperada, tive o dia todo em serviço externo, pelo que cheguei a casa tarde e más horas, faminta, e a aula já devia ir a meio.

Hoje era suposto ir. Estou aqui não sei se sim, se não. Ainda não totalmente recuperada, com um monte de tretas para fazer em casa, e dava jeito faltar. Mas este dar jeito faltar noutros tempos não me incomodava. Faltava e pronto, até tinha motivos que não a mera preguiça. Mas eis que eu estou aqui cheia de problemas de consciência em faltar hoje, como se ir à aula hoje significasse eu perder as crateras de celulite que tenho instaladas nas nádegas, ou erradicar o pneuzinho filho da ursa que se instalou na minha barriguinha. E o facto das pernas me doerem depois da aula de dança, de hora e meia, de ontem não me faz pesar menos esta possibilidade de não ir à tortura do tapete, fazer abdominais do demo, praguejar com os agachamentos e suar que nem uma égua de corrida.

Quem diria que este dia ia chegar, o dia em que eu estou de consciência pesada por ter faltado e provavelmente ir faltar novamente à aula de ginástica. A seguir vai ser o quê? Anunciar morte ao arroz?! 

 

 

05
Out15

Afinal, onde está o meio?

No meio está a virtude - vox populis. Ms pergunto-me onde está o meio?

Na era das redes sociais, da partilha fácil, desmedida e acesa de partilha de opiniões, a verdade é que as redes sociais são autênticos campos de batalha. Um diz uma coisa, o outro é contra: vêm os respetivos apoiantes e batalha campal, naval, aérea, está a bomba a rebentar. Algumas não ficam nada a dever às bombas atómicas.

Exemplos:

  • Magras vs gordas. Abaixo dos 55kg é magra, acima dos 55kg é gorda. Porque ser magra é saudável, porque ter curvas é bonito, porque a mulher real tem celulite, as magras são todas anoréticas, porque umas comem folhas de alface e as outras nutella aos potes.
  • Fit girls vs as outras. Porque as fit são obcecadas pelo ginásio, porque não têm mais que fazer na vida a não ser contar calorias e comer proteína como quem bebe água, porque só se preocupam com o corpo, porque as outras (que não são fit) são umas obesas deprimidas que passam a vida com o cu no sofá a comer batatas fritas embebidas em nutella. As fit também comem batatas fritas (uhhhhhh o orgasmo) e as outras têm é inveja e não percebem o que é ser saudável.
  • Pró refugiados vs contra refugiados. Porque estão a tentar sobreviver, a fugir da guerra, só querem uma oportunidade, querem paz. Não que são todos uns terroristas que sonham com as 70 virgens, porque o nosso governo (o mesmo que foi reeleito) não olha pelos nossos e vai ajudar os de fora, terroristas ainda por cima. Falta de humanidade, há uns tempos era tudo Charlie, agora é tudo uma cambada de hipócritas. Acolher sírios é um perigo para os nossos, têm direito a casas de graça, é só regalias, e o contribuinte a pagar.

 

Podia escrever sobre os que são a favor e contra touradas, os que são a favor do aborto e contra o aborto, os que são pela pena de morte e os que são contra, os que são do Benfica e os que são do Sporting, os doutores da praxe e os anti-praxe, pelos que gostam de favas com chouriço e os que preferem o chouriço com ervilhas... pelos que são pela Bimby e os da Yammi. And so on.

Estou a precisar de um detox das redes sociais. Tanto ódio, tanta diarreia verbal, tanta hipocrisia e egoísmo e facilidade em criar discussões vazias, de argumentos rebatidos e esvaziados de sentido, as ofensas gratuitas e banais. Para quê? A sério? o que ganham com estas tretas? Levam um prémio para casa? Um cabaz de natal? Um cheque prenda? Acho quem nem a porra do orgulho de se sentirem vitoriosos num debate podem levar no bolso. Horas perdidas na troca de galhardetes, nas ofensas cuspidas numa corajosa cobardia de um teclado e monitor. Ah, mas dou a cara? Sim, aquela foto a fazer biquinho de pato e o V (de vitória?) com os dedos de uma mão? Isso é dar a cara por toda a diarreia verbal que povoa as redes sociais? 

Estou cansada. Uma pessoa não quer ser info-excluída, mas quer dizer, levar com este lixo diário quando apenas procura distrair-se um pouco, saber de novidades, últimas notícias, o que se passa pela atualidade e pelo mundo. Não vejo novelas, tão pouco reallity shows, erradiquei o lixo televisivo e só vejo séries e filmes, e depois levo com uma avalanche de trampa nas redes sociais. Cansada. Os meus neurónios entraram em curto circuito. 

Não há meio termo, não há virtude, não há cinzentos em vários tons. É tudo demasiado preto e branco, tudo demasiado extremista. Afinal, pouco nos separa dos radicais, os terroristas que vemos em todo e qualquer rosto de povos que não os europeus, e vá, os americanos (alguns). 

Onde está o meio, no meio de tanto 8 e 80?

 

05
Out15

Isto de estar doente

É coisa para me pôr debilitada e com uma apatia enorme. É que não tenho energia, força ou vontade para coisa nenhuma. Ou então é a dose de medicação a pôr-me assim dormente. 

Desta vez, para variar das minhas já habituais laringites e faringites, veio uma otite. Ou melhor, duas, se contarmos que ambos os ouvidos estão afetados. 

Eu cá sou assim: ou é tudo ou é nada.

 

01
Out15

Uma aventura (matinal) no Lidl

Levanto-me meia hora mais cedo. Depois de uma noite mal dormida, acordo novamente entupida, ouvidos tapados, garganta a picar. Dores de cabeça. Bonito. Pareço que fui atroplepada por um bulldoze, mas nada que um BB cream tente disfarçar. 

Levanto-me mais cedo porque a caminho do trabalho tenho um Lidl e queria lá ir para:

- comprar duas WCs para gatos 

- comprar duas mantas para gatos 

- comprar um comedouro para gatos

O que os gatos não me fazem. Levanto-me mais cedo para ir ao Lidl à campanha dos animais. Chego ao Lidl às 8h35. Uma trupe de reformados com carrinhos em volta da porta, todos indignados porque devia abrir às 8h30 e já eram 8h35. Reviro os olhos. Devem ter de picar cartão, só pode. Ou já perderam a vez no posto de saúde. Ah, mas em dias de promoções não vão madrugar para a porta do centro de saúde. Provavelmente têm de apanhar lugar no banco do jardim. Sei lá. Estavam com mais pressa que eu, que tenho de picar cartão às 9h. 

Bateram nas portas, mandavam bocas, tanta energia logo de manhã deixou-me tonta. Começam a abrir as portas de segurança e quase que ouvia o vrum vrum dos carrinhos de compras a preparem-se para a largada.

Oh foda-se, rogo pragas a mim mesma por estar ali àquela hora. Quis evitar a confusão da hora de almoço ou do fim da tarde, quis garantir que apanhava as WCs, que estão a excelente preço (e como sogrinha querida partiu as minhas quando foi tratar deles nas férias, eu preciso mesmo de novas), e levo com a trupe dos reformados apressados. 

Preparar... vrum vrum... Está quase... vrum vrum... um arranca e a merda da porta de segurança (que é tipo estore) ainda ia a meio, mas ele baixa a cabeça e mete o carrinho para dentro de portas. LARGADA... PRIMEIROS A ENTRAR. Uhhhhhhhh puta que pariu para o que me havia de dar. 

Aguardo (im)paciente que os carrinhos, que mais pareciam uma largada de F1 (exceto a velocidade), entrassem. Vou direta ao que quero, pego, venho para a caixa. Ui, segundas na caixa. Conquistei um lugar no pódio. A loucura. Piquei cartão às 8h50. 

Dói-me a cabeça. 

Mas os meus gatos vão ter WCs novos. Oh yeah!!

 

 

Pág. 6/6

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D