Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

25
Jan16

Alguém empreendedor por aí, a precisar de boas ideias?!

É que eu tenho uma. E é sucesso garantido. 

Oh, atentem: criar um vaivém especial (mas atenção que o sucesso vai ser tanto, que vão ser precisos mais) para viagens, SÓ DE IDA, das sogras deste mundo para um planeta distante, assim como Namek.

Eu podia facilitar a coisa e dizer que o destino de envio era o Pólo Norte, mas atendendo à proteção da fauna local, deixem os ursos em paz.

 

25
Jan16

Votar ou não votar!

Dá-me cá uns suores frios a essa gente fundamentalista, quer os que defendem o voto quer os que defendem a abstenção. O fundamentalismo, seja do que for, dá-me arrepios no fígado, pronto.

Ontem não votei. Queimem-me, qual bruxa da Idade Média, judia da Inquisição. Tronco e chicote, porque a branca não foi votar. 

Não pude. Saí da minha cidade antes das urnas de voto abrirem e cheguei já tinham fechado.

Mas agora levo com os discursos inflamados desses defensores do voto, porque os 53% de abstenção são uma vergonha e mimimimi, ide-vos foder. Tenho dito. Mania de mandar papaias a querer mandar na vida dos outros, na escolha dos outros. Ah isto é democracia e cada um é livre, MAS... 

Para mim a abstenção gritante, a cada eleição, que acontece no nosso país é um sinal evidente do descontentamento generalizado pela classe política, pelos políticos. É um grito mudo de revolta. E tantas vezes o silêncio significa tão mais, e grita tão mais alto que os urros bélicos ou as vozes destes extremistas de meia tigela.

 

25
Jan16

O reencontro

Foi ontem. Que saudades! Tão pouco tempo, e soube pela eternidade. Quero mais. Todas as semanas, meses, anos. Não quero esperar outros 16 anos por um encontro assim.

Há 16 anos que não estávamos as quatro, assim, juntas. Regressámos à cidade que nos acolheu e onde nos cruzámos. Estamos nitidamente mais maduras, velhas, pronto, deixemo-nos de eufemismos, mais cheinhas das peles, com cabelos pintados para esconder brancas, com olheiras pelas rotinas preenchidas. As minhas três amigas com as suas filhotas, a dizerem-me que tenho de também ter uma menina para ficarmos iguais. E eu até penso que era tempo de ter a minha Eva. Mas isso é outra história.

Aquele primeiro abraço, depois de anos, as lágrimas que corriam, de verdadeira emoção. Caramba, foi mágico. 16 anos depois seria de esperar algum constrangimento. Nada. Falamos e rimos como se ainda na semana passada estivéssemos estado todas juntas a conversar e a passear com o Tejo como cenário. Como se ainda vivêssemos na mesma cidade e nos cruzássemos quase todos os dias.

Temos mais 16 anos em cima, histórias que nos preencheram os dias e a vida, as escolhas, as dificuldades, os percalços, os percursos trilhados, os empurrões da vida, as alegrias e conquistas, e ontem estávamos ali, as quatro caloiras quem se conheceram em 1999 na FLUL, com as suas vidas presentes, os maridos e filhas, e a mesma empatia, o mesmo à vontade, a mesma amizade, união e partilha leve de quando éramos aquelas jovens caloiras, numa cidade estranha, que se cruzaram nos corredores da FLUL, numa aula de grego, e ali nasceu esta amizade que sobreviveu ao tempo e à distância. Simplesmente não consigo descrever.

Foi mágico. E as palavras são parcas para ilustrar as horas que partilhámos ontem. E a promessa de não esperarmos outros 16 anos. Não pode. Isto é bom demais para demorarmos tanto tempo a conseguir reunirmo-nos.

Num fim de semana agridoce, numa fase em que estou a repensar a minha vidinha e o meu futuro, o que vale ou não a pena, o que deixar pelo caminho para seguir em frente, este reencontro foi uma brisa fresca no meu rosto, o aconchego no coração, um sinal para me recordar que nos tempos mais adversos, as melhores pessoas que se podiam cruzar comigo, aparecem e despertam o melhor de mim, fazem-me fechar os olhos, respirar fundo e acreditar que vai correr tudo bem.

 

 

23
Jan16

Pandora em modo cobaia!

P1230003.JPG

#youzzRevitaliftLaser, #youzz

 

Há já algum tempo que não era selecionada para uma campanha da Youzz. Fui agora. Portanto aqui a menina vai experimentar este magnífico creme anti-idade.

O que promete:

  • Corrigir rugas, mesmo as mais profundas (pronto, aqui a cobaia até nem se pode queixar porque rugas só de expressão, e mesmo essas não são vincadas, não é à toa que não me dão a idade que tenho, eh eh);
  • Redensificar a pele, pois o creme contém Pro-Xylane que reforça as fibras de sustentação da pele;
  • Remodelar o rosto, pois estimula a produção dos componentes naturais da pele.

Portanto, feitas as apresentações, vou começar a usá-lo a partir de amanhã e daqui a uns tempos venho cá contar a experiência.

Vou chegar aos 35 com carinha de 20. Ai vou vou!! 

 

22
Jan16

Gente do fitness, vinde aqui dar uma ajuda!

Pandorinha precisa de umas sapatilhas novas para as aulas. Pandorinha não faz questão (nada, zerinho) de comprar marcas xpto com preços de 3 dígitos. Pandorinha não se passeia pelos Holmes Place deste país à beira mar plantado. Pandorinha vai mesmo à Casa do Povo da santa terrinha ter aulas de cardio e localizada. 

O que Pandorinha procura?

Sapatilhas indicadas para a prática de cardio e fitness, cardio coreografado, sapatilhas que não escorreguem, que tenham aquelas solas que amortecem impactos, porque tenho sequelas num tornozelo e quando faço sprints, sinto um pouco o impacto e sinto pontadas de dor no tornozelo. 

Já andei a ver o site da Decathlon e houve alguns modelos da Domyos que me interessaram.

Mas vá, quem é entendido nisto, o que recomenda?

Muito agradecida! 

22
Jan16

Dúvidas de uma quinta feira, ao final do dia

Tomo banho e visto o pijama ou visto a roupa de treino e vou para a aula de ginástica?!

Para que conste, ganharam as calças de treino. Lá vou aguentando melhor as séries de abdominais, e ontem houve exercícios em prancha. Aguento melhor a prancha do que as flexões de braços.

Pronto, não me arrependi de ter optado pelas calças de treino. Quem diria?!

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D