Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

23
Ago16

A ressaca literária

Quando acabo um livro que me absorveu totalmente, me consumiu, me fez cativa, sem descansar enquanto não o terminasse, o resultado é sempre o mesmo: fico aqui numa sensação de ressaca, de ter de fazer uma pausa para digerir o que me deixou siderada ao mesmo tempo que fico com aquela sensação que o que vier a seguir não lhe vai chegar aos calcanhares...

Portanto, bem que olho para a minha estante da vergonha e não me consigo decidir pelo livro a seguir. E curiosamente tenho o último da mesma autora (Isabel Allende) e nem esse estou com coragem de pegar, com receio de ficar aquém da elevada expetativa. Ou voracidade. 

Mas ainda não é hoje que escreverei sobre O Jogo de Ripper... preciso serenar esta euforia pelo livro. 

 

23
Ago16

Hoje rosnei ao chefe

Não é por nada, mas estamos com meia equipa, restantes colegas estão de férias. Andamos a salvaguardar as funções prioritárias, o que significa que uma boa parte do que andamos a fazer durante o dia não é de todo função habitual dos que estão ao serviço, pelo que andamos a arranhar e a deixar parte das nossas funções para trás.

Hoje o chefe passou-me um trabalhinho que é só para validar consumos dos últimos dois anos de cerca de 200 clientes. Coisa pouca, portanto.

Rosnei-lhe a perguntar o que é prioritário, pois claro, que isto de acudir vários fogos ao mesmo tempo tem que se lhe diga. 

A resposta foi que obviamente o que ando a fazer é prioridade, e que isto pode ser feito numa semana. Espera lá que vais com sorte. Ainda só verifiquei seis clientes. Faltam 194. Coisa pouca!

 

23
Ago16

Em busca do galheteiro perfeito

Os dramas de uma dona de casa à bulha com o azeite.

De há uns tempos para cá tenho comprado azeite em garrafão. Sai mais barato. Acontece que não é tão prático dosear o azeite ou levar à mesa no garrafão, pelo que comprei galheteiro. Mas já perdi a conta aos galheteiros que fui comprando, porque todos eles escorrem o azeite para fora, é uma porcaria pegada. 

Em desespero de causa, lanço o repto: há algum modelo de galheteiro que seja mesmo anti-gota, que não fique ali a escorrer azeite bordas fora?! 

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D