Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

18
Nov16

TAG - Tudo Sobre o Outono (The Autumn Tag)

Apanhada na curva, fui nomeada pela Mãe dos PP's para responder a um desafio. Ora que isto vai ser interessante, já que sou assumidamente pessoa de sol e calor, e as questões que se seguem são sobre o outono. Ahhhhhh, falta muito para a primavera?

Bem, vamos lá a ver como me safo deste desafio.

 

1. Café ou Chocolate - Como preferes o café ou o chocolate no Outono, e que marca bebes com mais frequência?

Bebo café todos os dias, 365 dias por ano. Portanto café, para mim, não tem estação. Já no outono, o chocolate quente, bem cremoso, sabe-se pela vida. 

 

2. Acessórios de Outono - o que optas mais por usar (gorros, cachecóis, luvas, etc.)?

Não porque aprecie estes acessórios, mas por pura necessidade, cachecóis. Sou friorenta no pescoço. 

 

3. Música - Que tipo de música ouves durante o Outono?

Atualmente ando a ouvir música celta, mas Michael Bublé ou Josh Groban soam-me perfeitos para os dias frios de outono, acompanhados de um cremoso chocolate quente.

 

4. Perfume - que tipo de perfume usas nesta estação do ano?

Coco, da Yves Rocher, para o dia a dia. Em ocasiões ditas especiais, J'Adore da Dior ou Deep Red da Hugo Boss.

 

5. Velas - que cheiro gostas mais durante esta altura do ano?

Aromas quentes, como canela, baunilha ou chocolate, pinheiro ou especiarias.

 

6. O que gostas mais do Outono?

Nada - é a primeira coisa que me passa pela cabeça. Mas vá, não vou ser assim tão pessimista. Gosto das cores, dos cheiros das castanhas assadas e de outras iguarias da época: maçã e canela, abóbora, chás. Gosto de estar no aconchego do lar, de mantinha nas pernas, com os gatos a dormitar encostados a mim. Vejo mais séries e filmes, usufruo mais do sofá, dá-me para cozinhar comidas mais aconchegantes, como sopas e assados. É a época perfeita para o descanso e a ronha.

 

7. A maquilhagem preferida para o Outono.

BB cream, pó compacto para evitar brilhos na pele, umas pinceladas de pó bronzeador para não ter ar de lula, mas sem ficar laranja à Trump, e máscara de pestanas. 

 

8. O que esperas fazer mais neste Outono?

Aproveitar o lar doce lar o máximo que puder. Este tempo convida ao relax no aconchego do lar. E eu só saio de casa quando e porque tem mesmo de ser. 

 

Ufa, já está! 

17
Nov16

Sons para hoje

Hoje o dia está sombrio cá dentro. Uma mágoa, uma angústia, um eco que reflete um vazio no peito.

Hoje está difícil concentrar-me nas tarefas do escritório, quando tudo o que quero é desligar-me de mim e concentrar-me noutra coisa qualquer. Quero esquecer-me. Adiar as lágrimas e a tristeza. 

Por isso hoje enfiei os phones e no youtube escolhi, como banda sonora para as horas que passam devagar, música celta.

 

 

16
Nov16

Tem de ser

Escrevia eu ontem sobre o efeito que o inverno tem em mim: basicamente, suga-me a energia.

E curiosamente ontem, quando me deitei (finalmente), não percebi bem como consegui fazer tudo o que fiz desde que saí do trabalho, tendo em conta que saí um pouco fora de horas: ir ao supermercado, adiantar o jantar, equipar-me e ir para a aula de cardio fitness, jantar, preparar o almoço para as marmitas de hoje, tratar dos gatos enquanto ele lavava a louça e arrumava a cozinha. Tomar banho e finalmente cama. 

Hoje a correria vai ser semelhante, até porque é dia de aula de dança, à qual não ponho lá os pés há duas semanas. Já não tenho o supermercado para ir, mas tenho sopa para fazer. Jantar, voar para a aula, chegar tarde a casa. E o almoço das marmitas de amanhã fica a cargo dele. Vou comer atum com alface. Náaaaaa. Deixei carne à bolonhesa a descongelar. Ele trata do resto. 

A energia falha-me, mas o "tem de ser" fala mais alto. Tem de ser, a vida continua, as rotinas fazem parte, e às vezes é melhor deixar ir na maré do que contrariar. 

 

 

15
Nov16

I'm not alone

A Mula escreveu e eu subscrevi. 

As pessoas não entendem esta minha aversão ao inverno. Ah sabe tão bem as mantinhas, o chá quente, a lareira, estar no sofá com a chuva a cair lá fora.

Blá blá blá.

Pois sabe. Claro que sabe. Mas gente, a vida real impele-nos para fora de portas. Trabalhar, por exemplo, entre outras coisas.

O inverno suga-me a energia. Sem exagero. Sinto-me numa sonolência permanente, sem energia, sem vontadinha de nada que não seja dormir. No inverno eu acordo e a primeira coisa que me ocorre na mente é: quantas horas faltam para voltar para a cama?

No inverno falta-me a paciência para socializar. Jantar fora, tomar um copo, passear... a sério? O meu cérebro congela. E então se estiver a chover, aí é uma espécie de morte lenta em agonia arrancarem-me de casa. 

Não é mau feitio. Não sei explicar porque me sinto assim. Não sou pessoa de frio e chuva. E todo o meu corpo dá evidentes sinais disso. Piora quando a hora muda e às 17h já está a anoitecer. Fico logo com vontade de tomar um banho quente, vestir o pijama, comer uma sopa a ferver e enfiar-me debaixo das mantas. 

 Eu não sou eu quando está frio. E chuva. E os dias são estupidamente pequenos. 

11
Nov16

Alguém que use Yves Rocher?!

Sou fã de Yves Rocher. Tenho duas amigas e uma colega de trabalho que vendem, pelo que não me falta oferta para comprar. E lá ando eu sempre à espreita nos novos catálogos a ver promoções e novidades.

Já sou fiel a alguns produtos. 

25812.jpg

Eaux de Toilette Noz de Coco. Amo. É o meu cheiro de eleição. Só o troco no verão pelo perfume de Monöi, também da Yves Rocher. Já experimentei outros aromas, mas o de coco é o meu preferido e uso-o no dia a dia. A repor stock antes que acabe, porque não me imagino com outro perfume. 

 

86558_94.jpg

BB Cream 6 em 1.  É perfeito. Para mim, claro. Já experimentei outros, mas este é o que mais gostei e acabei por fidelizar. Já nem procuro outros, porque se me sinto muito bem com este, para quê mudar? 

 

14520_3.jpg

Com alguma frequência compro este creme. Não o uso ininterruptamente, mas vou alternando com outros cremes que (teimosa e curiosa) vou experimentando. Este tem a vantagem de poder ser usado de dia e de noite, o que o torna ótimo para as férias/viagens, quando uma pessoa tenta minimizar os produtos a levar na bagagem. Tem uma textura leve, absorve muito bem e deixa a pele suave, luminosa. Adoro! 

 

Depois, conforme o que vou precisando e consoante as promoções do catálogo do momento, volta e meia lá vou experimentando novos produtos. E eis que estou muito tentada a experimentar a gama para cabelos, aproveitando promoções, claro, mais especificamente os amaciadores para caracóis e para proteção de cor.

07703_70.jpg

 67421_70.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alguém que já tenha experimentado esta gama capilar da Yves Rocher? Opiniões, recomendações, experiências, partilhem comigo. 

Ainda não fiz a encomenda porque estou indecisa se também incluo os amaciadores ou não, se também  junto os champôs ou deixo para uma próxima. Ai, dúvidas, dúvidas. 

 

 

09
Nov16

Pandora, a gordurosa!

Enquanto aguardava pela minha vez na consulta com a nutricionista, dava uma voltinha pela loja de produtos naturais. Trouxe uns rebuçados de propólis, sem açúcar, ótimos para o meu estado gripal, já que tem propriedades antibióticas e antiinflamatórias, entre outras (consultar Wikipédia), e depois dei de caras com umas latinhas de um creme à base de óleo de argão e manteiga de karité. Curiosa, perguntei à menina da loja quais eram as indicações de tal creme. 

Ah é muito bom para as peles secas, cieiro, pele gretada, então agora com o frio e as constipações... Nisto aponto para o meu nariz, com a pele seca, gretada, a estalar, qual pele crocante de leitão assado. E ela aproveita e dá o remate final: olhe, para isso é excelente, tem aí o tester.

Abro a latinha tester e vai de enfiar o dedo lá dentro e começar a besuntar o nariz. E diz ela: é só preciso um bocadinho, isso é muito.

Tarde demais. Já Pandora estava em modo bolo de bacalhau encharcado em óleo. Tenho para mim que se abrissem um ovo no meu nariz, ele estrelava. 

Adiante, lá fui massajando, espalhando, e acabei por ir à casa de banho tirar o excesso. Mas uma coisa é certa: assim que é absorvido pela pele, maravilha das maravilhas. Pela primeira vez nestes dias não senti a pele do nariz a repuxar, a arder, a estalar. Não. Estava suave e delicada, como o rabinho de um bebé.

Apesar da minha gafe de ir com muita sede à latinha, acabei a trazer uma para casa. E já sei: é só um bocadinho!

A pequena maravilha:

 

 

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D