Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

19
Out16

Pandora a tentar ser fit

Ontem, ainda que com dores e limitada nos movimentos de braço, aproveitei que estava liberada da aula de cardio fitness e acompanhei o Gandhe a esse antro do desporto, de seu nome Decathlon. Enquanto ele procurava as coisas que queria, eu lá fui espreitar a secção fitness, que ainda por cima tinha descontos.

Ora então trouxe os halteres para pulsos e tornozelos, acessório que a professora já tinha dito que valia a pena o investimento para aumentar a dificuldade nas nossas aulas. E depois veio mais isto:

big_d587feeb1d604912b27066529eccd4f2

 E ainda isto:

big_21faed25b1c84c0499e06867e28351c4

Estou fã daquelas t-shirts. Soltas q.b. para liberdade de movimentos, e um tecido que não cola nem fica ensopado em suor. E as leggings, que para as comuns mortais ficariam pelo meio da perna, a mim chegam-me ao tornozelo, o que é espetacular porque nem tenho de fazer baínhas nem andar ali com tecido enrugado acima das sapatilhas. O tecido das leggings também é bem confortável, mesmo na questão da transpiração.

E imbuída neste espírito fit, hoje de manhã fiz papas de aveia para o pequeno almoço. Juntei-lhe uma colher de sopa de chocolate em pó. Da Nestlé mesmo. Muito fit, não haja dúvida!! 

 

 

14
Out16

Aposto que a culpa é da PDI!!!!

Duas semanas sem ir às aulas de cardiofitness. Não porque me apeteceu baldar, cedendo à preguicite que me assiste sempre que é para suar e mexer o rabo, mas porque efetivamente motivos de força maior surgiram e me impediram de ir. Tenho o cuidado de avisar sempre a professora.

Ontem recebo uma sms dela a perguntar se ia. Respondo que sim, mas que me encontro lesionada do pulso, por isso nada de pesos. Resposta: ok, trabalhamos pernas.

Hoje além do pulso, que continua a doer, dói pernas, dói abdominais. Estou num daqueles dias em que devo ter reencarnado um condor, tantos são os sítios do meu corpo que gemem com dor.

Quanto ao pulso, logo já vou entregar a dor a uma osteopata. Já me avisou que vou passar o fim de semana com o pulso ligado, sem poder fazer esforços. Que sacrifício! 

 

22
Set16

Estou lá

Treino de hoje: outra vez pernas e glúteos. 

Agachamentos com pesos, exercícios de pernas e glúteos com elásticos, saltar à corda... ainda não recuperada da aula de terça, eis que hoje volta a insistir no mesmo. 

De maneira que estou apta a ir a um casting do Walkind Dead, não só pelo andar esquisito, arrastado e doloroso com que estou, como um certo ar de morta viva que me veste o semblante. 

 

 

27
Ago16

Pandora fit, mas pouco!

Eu devo precisar de um exorcismo para expulsar o fit que me assombra.

Nunca fui menina de exercício, de gostar das aulas de educação física, de praticar desporto porque é tão bom e sabe tão bem. 

As várias tentativas de frequentar ginásios foram desastrosas, e volta e meia lá me dava para tentar outras formas de praticar exercício que não em ginásio. Mas, não tenho autodisciplina para ir correr (e tentei) ou para fazer exercício em casa (também tentei, com aplicações no smartphone e até bicicleta estática tenho). 

Entretanto, há quase quatro anos comecei com aulas de danças latinas. Adoro. Não encaro como exercício, mas como verdadeiro prazer. E sempre mexo o esqueleto. Só que não chega. É um bom cardio, trabalha coordenação, mas por si só não chega.

Então, e sem negar que exercitar o corpo tem benefícios para a saúde e bem estar, mais do que procurar esculpir o corpo, lá fiz mais uma tentativa de entrar nesse mundo da prática de exercício. Lá fui experimentar as aulas de cardio fitness que uma professora vem dar duas vezes por semana à Casa do Povo da terrinha, que fica mesmo ao lado da minha casa. Sem desculpas para não tentar: ao lado de casa, ambiente descontraído, super casual, aulas divertidas, a professora é espetacular (embora lhe chame demónio nos momentos mais dolorosos). Quase dois anos volvidos de frequência das aulas, ainda me custa, há dias que me invade uma preguicite rebelde aguda e mando o fit à fava. Mas na maioria das vezes quase dou um chuto a mim mesma e arrasto-me para a aula. Fico de língua de fora, a escorrer água, com dores em músculos que desconhecia ter, mas percebo que vou evoluindo na força, na resistência, na flexibilidade. E percebo que já não fico a morrer depois de subir dois lances de escada, ou quando me dá para limpar vidros em casa não fico com os braços a cair de dores, ou quando vou fazer caminhadas, com um grupo de amigos, no meio da natureza mantenho um bom ritmo sem grandes mazelas no dia seguinte. Percebo como as aulas me fazem bem quando, por exemplo, percorri os 8 km de passadiços do Paiva sem ser a morrer, de língua de fora e dor de burro, e no dia seguinte apenas umas leves dores musculares nas pernas me lembravam a maratona do dia anterior. 

Mais do que emagrecer, tonificar e esculpir o corpo, o que me faz ir às aulas é este bem estar físico, este ir ganhando flexibilidade, esta resistência muscular, que me permite fazer atividades várias na minha vida sem ficar a arfar e cheia de ferrugem nas articulações. Poder tonificar as partes críticas, como as nádegas ou os abdominais é um extra, mas não é, de todo, o que mais me motiva a ir às aulas.

Posto isto, e na reentrada de novo ano letivo, depois de uma pequena pausa para férias, lá fui eu investir numas sapatilhas indicadas para a prática de fitness e numas t-shirts à prova de transpiração, frescas e soltas. Se eu fosse uma crazy fit girl, investiria em marcas xpto. Assim como assim, fui à secção fitness da Decathlon e vim bem servida com artigos da marca Domyos. A preço low cost que,como boa pelintra que sou, tanto aprecio.

big_3182a85b915c4d74816919b98e16b843.jpg

 

 

big_5d03926c50fc4461a664c4387bab8b6c.jpg

 

big_49bd45def410444b9b092e53851b9e3c.jpg

 

big_389d9d10fc574fb5916a7432f1408e69.jpg

Eis o resultado da minha estragação no mundo do fitness. Venham as aulas para eu ir fresca e fofa transpirar com estilo à Miss Piggy (que é como quem diz, sim, tenho a panca pelo rosa na roupa desportiva).

 

17
Ago16

Dizia que era para (re)começar com calma

Ontem foi o regresso ao trabalho e o dia até foi mais calmo do que eu supusera.

Ontem também foi o dia de (re)iniciarem as aulas de cardio fitness, depois de uma pausa de três semanas. Aparecemos poucas alunas, todas com cara de quem acabou de ver as férias a irem pelo ralo. A vontade de não estar ali era genérica. Eu própria quase que tive de dar um pontapé no meu rabo gordo para me levantar da cadeira, onde eu relaxava no terraço.

A professora a ver-nos tão deprimidas anunciou uma aula leve, para recomeçar com calma.

MENTIROSA!!!! 

Fizemos um circuito de diferentes exercícios com elásticos: braços, peitorais, pernas e glúteos e, cereja no topo do bolo, pranchas laterais. 

 

Escusado será dizer que hoje estou que não posso dos braços, ombros, pernas... 

 

06
Jul16

Pandora a tentar ser fit

Lá fui eu ontem, quase empurrada, para a aula de cardio fitness. Eh pá, cansada, sem vontade, quase cedi à preguiça, mas a ideia de vestir o biquíni em menos de um mês empurrou-me, qual pontapé no rabo, para a aula.

Primeira parte eu achei que os pulmões iam rebentar. A profe bem avisou que a nova coreografia puxava muito pela caixa torácica. Quando ela avisa, nós já sabemos que não vem lá boa coisa. 

Estava eu a tentar recuperar fôlego, quando anuncia exercícios de localizada diferentes. Acho que tremi.

Vai aos arrumos e aparece com cadeiras.

Ah fixe, sento-me na cadeira e digo: e então, hoje vamos ter uma aula teórica?

Querias, não querias, rabinho sentado na cadeira?! SÓ QUE NÃO!!!!

Começa com agachamentos. Depois sobe e desce sempre com a mesma perna. E troca de perna. E toda eu era tremeliques, até que vem o exercício do demónio:

E toda eu sentia tremuras, gotas a escorrer da testa pelo nariz, eu já nem sabia respirar... e descansa. 1 minuto. E começa tudo outra vez. As palavras feias que ecoaram na minha cabeça!!

Quando acabou, mais peganhenta que o Pegajoso, arrastei-me até casa, ávida por um banho. 

Estou a anos luz de poder tirar selfies após o exercício, sem correr o risco de ser confundida com um pega-monstro. 

 

 

 

15
Jun16

O strip de Pandora

As últimas aulas de cardio têm sido demoníacas. Tanto que é ver aqui aqui menina a tirar a t-shirt fora e a ficar apenas com o top/soutien desportivo

Eu sei que as fit girls a sério só treinam com estes tops, mas eu não. Uso sempre t-shirt por cima. Mas agora vejo-me a escorrer água, a escorregar no tapete, a transpirar que nem uma porca, coisa bonita de se ver, e no desespero de sentir algum fresco, t-shirt fora. 

Se pensam que o cenário é este...

... lamento, mas está a anos luz.

Mas é uma boa inspiração quando eu estiver ofegante, a transpirar, vermelha que nem um tomate, despenteada, e com vontade de me enfiar dentro de um tanque de água. Gelada!

Depois é ver o ar de satisfação sádica da professora quando diz que a aulinha foi bem puxada, até a Pandora tirou a camisola. 

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D