Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

12
Nov18

E de repente...

... estamos quase quase a meio de novembro. O natal já se anuncia.

A minha agenda para dezembro está ao rubro, até porque este ano faço parte da comissão que organiza a festa de natal das crianças e o jantar de natal da empresa.

Depois há o jantar de natal da turminha de cardio fitness. E o jantar de natal da escola de dança. Mais o encontro de natal com os amigos próximos. 

As prendas estão praticamente compradas. Nem parece meu, mas o ano passado cheguei ao fim de novembro com as prendas tratadas e soube tão bem não andar na confusão e no stress de última hora. Estou à espera da Black Friday para comprar o que falta (aí umas duas), e espero que o consiga fazer online. 

E de repente o ano está a acabar... e eu ainda não sei para onde voou o tempo! 

 

28
Dez17

Ai a put@ da ironia

Pagar IUC da carrinha sem ela estar em circulação. E sem saber ainda se vai voltar.

Peritagem amanhã. Só depois é que liberam carro de substituição.

Uma merdinha. Vale que estamos de férias e não precisamos dos dois veículos, mas se amanhã não temos carro de substituição, quero ver como fazemos terça para regressar aos trabalhos.

Enfim, umas festividades com um espírito merdoso, com uma vontade de mandar tudo para o caralhinho, porque se andava com a paciência no mínimo dos mínimos, agora é que estourou. 

Ah e tal e o pai natal ao menos foi generoso? Oh sim. Uma pessoa escolhe presentes a pensar em cada pessoa, o que ela gosta, usa, etc, e depois recebe meias. Meias!!! MEIAS! Ainda por cima daquelas que ficaram ali num cruzamento manhoso entre peúgas e pantufas e não são nem uma merda nem outra. Meias com orelhinhas e pelo, muito pelo, aquela merda não dá para calçar com nada. Ótimas para quem passa o tempo de cu alapado no sofá, mas gente, eu em casa não estou só no sofá: cozinho, aspiro, vou ao terraço limpar areia dos gatos ou estender roupa. Querem que ande descalça com meias de orelhinhas??? Puta de sorte.

Meias natalícias?! Um dia junto-as todas e decoro a árvore de natal. 

 

10
Out17

Nem parece meu!!!

10 de outubro. Acabei de estar a ver o catálogo de natal da Yves Rocher. Tirei boas ideias. Mais que tirar boas ideias, peguei no bloco de notas, fiz a minha listinha de pessoas (não são muitas) especiais a quem faço questão de oferecer um miminho natalício. Tentei pensar numa prenda para cada uma. Catálogo à frente do nariz, lista de pessoas ao lado. 

Resultado: quatro prendas decididas e encomendadas. E umas coisinhas também para mim, pois claro, que eu cá gosto muito dos produtos da Yves Rocher, e adoro as promoções.

10 de outubro e eu em modo preparativos para o Natal 2017??? Nem me reconheço.

A bem dizer, este ano optei por fazer um mealheiro a pensar nas despesas extras que a época natalícia traz. Chega dezembro e tenho aniversários, os jantares de natal multiplicam-se, se a isso ainda juntar as prendinhas, é a loucura para gerir tempo e orçamento. Portanto este ano comecei logo a preparar a parte do orçamento. E estou satisfeita com o resultado alcançado em 9 meses de mealheiro natalício. 

E mais satisfeita fiquei hoje comigo própria ao começar já a tratar da lista e de algumas das compras.

Agora é ver se entro em dezembro com essa parte das prendas pronta e despachada, sem correrias, sem stresses, sem corridas em contra relógio e a contar os cêntimos disponíveis.

10 de dezembro. E eu entro assim tão cedo no espírito natalício... Pandora, cadê você??? 

 

22
Dez16

Pandora a antinatalícia

É obrigatório ser feliz, não é? Viver estes dois dias em abraços, beijinhos, trocas de presentes, mesas fartas e risos em volta. É obrigatório, não é? Ah a união e a paz e a saúde e a solidariedade, ah o tempo da família, blá blá blá. 

Deixem-me em paz. Se soubessem como eu ficaria feliz se ficasse na minha casa, de pijama vestido, no sofá estendida, com os gatos aos pés, no embalo da árvore de natal a piscar, petiscando aqui e ali, a ler ou a ver um filme qualquer. Se soubessem como eu ficaria verdadeiramente feliz e em paz sozinha, que é assim que também passo os restantes 363 dias do ano, em vez de ir fazer corpo presente onde não me sinto bem, ter de fazer conversa fiada com quem nada me diz, e na palmadinha natalícia nas costas, sentir a ponta da faca que está cravada o ano todo. 

Falta muito para chegar o dia 26 e poder respirar e sentir os ombros leves novamente?! 

19
Dez16

Há males que vêm por bem

Pois que depois da banhada que foi este episódio, já recebi avalo de que a transferência do valor pago pelo brinquedo vai ser efetuada (não sei quando), entretanto o outro brinquedo, que também comprei na mesma campanha, chegou e já está prontinho para seguir para o bebezão.

Nos entretantos, já resolvi a prenda que ficou pendurada. Sem grandes stresses, bastou estar atenta aos folhetos semanais de promoções e abençoado Lidl que hoje tinha uma interessante campanha de brinquedos. Prenda comprada e embrulhada. Até punha foto, mas a mãe da gaiata para quem vai a prenda lê o blog. Oh, amiga, vais ter de esperar que eu chegue aí, nha nha nha!!! 

Uma coisa é certa, depois do balde de água fria que foi não conseguir o brinquedo que achei perfeito para a pequena, a verdade é que apareceu ainda melhor opção. É caso para dizer que há males que vêm por bem.

 

19
Dez16

Chegou o meu pai natal secreto

IMG_20161219_211130.jpg

 E eu a pensar que o meu pai natal já se tinha esquecido aqui da Pandora, e eis que hoje chego a casa e tenho o envelope à minha espera. Não pude deixar de rir quando vi o remetente. Minha querida Marta, a organizadora do pai natal secreto IV. Bem, só o embrulho já me fez os olhinhos brilhar, principalmente eu, naba assumida a fazer embrulhos. 

E já que abri tudo o que recebi até agora, este não ia esperar muito. Primeiro o postal... (e os chocolates, adoro milka)

IMG_20161219_211223.jpg

E finalmente a prendinha...

IMG_20161219_211330.jpg

Os meus gatos vão achar muita piada ao nariz da rena, vão, vão. Na foto não se percebe, mas o nariz é 3D, uma bolinha.

E Pandora este ano não se pode queixar de frio nos pés. Mais um par de meias fofinhas. Ao menos estas consigo calçar os chinelos. 

Obrigada, Marta, por continuares a dinamizar esta iniciativa. Venham mais, que eu continuarei, com todo o gosto, a participar. Adorei a coincidência de te ter saído na rifa. Ah ah ah. Beijinhos e um Feliz Natal!!!

 

16
Dez16

As prendas de Pandora

IMG_20161215_222915.jpg

Eu tinha pensado deixar as prendas que fosse recebendo para abrir dia 24 à noite, ou 25. Pois. Tinha pensado. Ficou só no plano do pensamento.

Não que já tenha recebido muitas, foram três. A primeira chegou por correio e eu segurei-me. Aliás, a doce m-M até estava preocupada porque eu não lhe dizia nada.  

A segunda veio com o abraço e o jantar de natal antecipado com uma amiga. Obviamente abrimos as prendas, afinal, era o nosso jantar de natal, certo? E ela surpreendeu-me com este livro, que já andava na minha wishlist na WOOK, e aquele marcador de livros em forma de folha, que é lindo. E para o pack ser completo, uma caneca com corujinhas, coisa mais fofinha, não tirei foto, prá próxima. O livro já foi meio devorado, já fiz uma tabela com um resumo do plano de toma de chás para auxiliar na perda de peso ou redução de inchaço / perda de líquidos (eu sou a retenção de líquidos em forma de gente), e um resumo de chás e seus benefícios. Vai para a porta do meu frigorífico. A maior parte dos chás eu já os tenho em casa. Agora sei exatamente como tomar e o que tomar consoante o que pretendo. Calha bem, porque todo o meu aparelho digestivo, principalmente a parte intestinal, é problemático e dá-me muitas dores de "cabeça".

Curiosamente na semana passada, na consulta da nutricionista, avisei-a que consulta só para janeiro, que ia começar o périplo de jantares de natal. Aconselhou-me a tomar chá de funcho para ajudar na parte do inchaço abdominal e flatulência. E a verdade é que os "abusos" alimentares já começaram, e eu ando impecável. Sem aquele incomodativo inchaço abdominal, como se andasse com uma barriga de grávida de três meses. Claro que tenho de ajudar com o sistema nervoso. Nada de crises de ansiedade e nervos à flor da pele, o que se torna difícil com a persona sogra a surgir das sombras, mas vá, sou mais forte que isso. Respira e não pira, Pandora.

Retomando as prendas. A terceira veio do amigo secreto das colegas da aula de cardio fitness. Também já fomos jantar todas, francesinha, pois claro, depois queimamos as calorias. Uma vez mais abrimos todas as prendas, nada de aguardar.

E nisto, olho para o envelope da m-M e que se dane, aí vai disto. Aberto! 

 

Ontem ia-me dando um ataque do coração quando o Gandhe decide ir à garagem e levar a chave do Smart. A prenda para ele anda na mala do carro há vários dias. É o karma. Eu tinha pensado guardar as prendas e abri-las no natal. Quem me manda andar a abrir antes? Foi por um triz que ele não descobriu a dele, que essa sim, só dia 24. Ou 25. Depende da noite em casa da santa sogrinha. Pena que o livro dos chás não tenha lá nenhum específico para aligeirar a azia provocada pelas sogras.

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Blog Afiliado

Sugestões

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D