Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

05
Out15

Afinal, onde está o meio?

No meio está a virtude - vox populis. Ms pergunto-me onde está o meio?

Na era das redes sociais, da partilha fácil, desmedida e acesa de partilha de opiniões, a verdade é que as redes sociais são autênticos campos de batalha. Um diz uma coisa, o outro é contra: vêm os respetivos apoiantes e batalha campal, naval, aérea, está a bomba a rebentar. Algumas não ficam nada a dever às bombas atómicas.

Exemplos:

  • Magras vs gordas. Abaixo dos 55kg é magra, acima dos 55kg é gorda. Porque ser magra é saudável, porque ter curvas é bonito, porque a mulher real tem celulite, as magras são todas anoréticas, porque umas comem folhas de alface e as outras nutella aos potes.
  • Fit girls vs as outras. Porque as fit são obcecadas pelo ginásio, porque não têm mais que fazer na vida a não ser contar calorias e comer proteína como quem bebe água, porque só se preocupam com o corpo, porque as outras (que não são fit) são umas obesas deprimidas que passam a vida com o cu no sofá a comer batatas fritas embebidas em nutella. As fit também comem batatas fritas (uhhhhhh o orgasmo) e as outras têm é inveja e não percebem o que é ser saudável.
  • Pró refugiados vs contra refugiados. Porque estão a tentar sobreviver, a fugir da guerra, só querem uma oportunidade, querem paz. Não que são todos uns terroristas que sonham com as 70 virgens, porque o nosso governo (o mesmo que foi reeleito) não olha pelos nossos e vai ajudar os de fora, terroristas ainda por cima. Falta de humanidade, há uns tempos era tudo Charlie, agora é tudo uma cambada de hipócritas. Acolher sírios é um perigo para os nossos, têm direito a casas de graça, é só regalias, e o contribuinte a pagar.

 

Podia escrever sobre os que são a favor e contra touradas, os que são a favor do aborto e contra o aborto, os que são pela pena de morte e os que são contra, os que são do Benfica e os que são do Sporting, os doutores da praxe e os anti-praxe, pelos que gostam de favas com chouriço e os que preferem o chouriço com ervilhas... pelos que são pela Bimby e os da Yammi. And so on.

Estou a precisar de um detox das redes sociais. Tanto ódio, tanta diarreia verbal, tanta hipocrisia e egoísmo e facilidade em criar discussões vazias, de argumentos rebatidos e esvaziados de sentido, as ofensas gratuitas e banais. Para quê? A sério? o que ganham com estas tretas? Levam um prémio para casa? Um cabaz de natal? Um cheque prenda? Acho quem nem a porra do orgulho de se sentirem vitoriosos num debate podem levar no bolso. Horas perdidas na troca de galhardetes, nas ofensas cuspidas numa corajosa cobardia de um teclado e monitor. Ah, mas dou a cara? Sim, aquela foto a fazer biquinho de pato e o V (de vitória?) com os dedos de uma mão? Isso é dar a cara por toda a diarreia verbal que povoa as redes sociais? 

Estou cansada. Uma pessoa não quer ser info-excluída, mas quer dizer, levar com este lixo diário quando apenas procura distrair-se um pouco, saber de novidades, últimas notícias, o que se passa pela atualidade e pelo mundo. Não vejo novelas, tão pouco reallity shows, erradiquei o lixo televisivo e só vejo séries e filmes, e depois levo com uma avalanche de trampa nas redes sociais. Cansada. Os meus neurónios entraram em curto circuito. 

Não há meio termo, não há virtude, não há cinzentos em vários tons. É tudo demasiado preto e branco, tudo demasiado extremista. Afinal, pouco nos separa dos radicais, os terroristas que vemos em todo e qualquer rosto de povos que não os europeus, e vá, os americanos (alguns). 

Onde está o meio, no meio de tanto 8 e 80?

 

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Blog Afiliado

Sugestões

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D