Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

20
Jan20

Britt-Marie Esteve Aqui

Fredrik Backman surpreende uma vez mais com um livro repleto de ternura, de episódios cómicos, e de vida real com que facilmente nos identificamos e nos sentimos parte da história.

Do mesmo autor:

A Minha Avó Pede Desculpas

Um Homem Chamado Ove

Numa escrita fluída, simples, Britt-Marie Esteve Aqui é uma história que nos encanta e toca no coração. Quem leu os anteriores, facilmente se recorda da vizinha chatarrona, que implica com tudo e todos, de A Minha Avó Pede Desculpas. Recorda-se, certamente, de como esta personagem tinha uma história de vida que acabava por justificar uma boa parte dos seus comportamentos... e se calhar não era assim tão implicativa ou chatarrona como se julgava às primeiras vistas.

Britt-Marie ganhou protagonismo neste livro e ficamos a conhecer tanto dela: 62 anos, uma vida dedicada ao marido (infiel), uma vida dedicada aos outros, mais preocupada em agradar aos outros ou ao que pensam, a ir ao encontro das necessidades dos outros. Uma vida a esquecer-se de si. Até que...

"Uns anos transformaram-se em vários anos, e vários anos transformaram-se nos anos todos. Há uma manhã em que uma pessoa acorda com mais vida atrás de si do que à sua frente, sem perceber como é que isso aconteceu."

Britt-Marie dá um salto para o desconhecido. Para alguém que tem tudo sob controlo, que tem a sua vida rigorosamente organizada numa rotina onde não há margem para imprevistos ou surpresas, Britt-Marie tem um ato de coragem e loucura. E vai parar a um sítio improvável, faz amizade com pessoas improváveis, vive uma série de experiências improváveis (daquilo que seria suposto ser a vida de Britt-Marie). E se nos vamos rindo com as peripécias, também nos vamos comovendo com esta personagem que nos vai conquistando a simpatia. Ficamos rendidos. E na expetativa de ver o que vai acontecer a seguir. Que escolhas irá Britt-Marie fazer, mesmo quando a vida antiga, que ela tanto queria recuperar, lhe bate literalmente à porta... irá Britt-Marie voltar à vida que tinha, ou ter-se-á aberto dentro dela uma vontade enorme de continuar a dar o salto para o desconhecido? Terá encontrado Britt-Marie uma coragem que desconhecia ter dentro dela? Irá Britt-Marie pensar em si e naquilo que em tempos foram os seus sonhos?

Uma história de ternura, de amizade, de entrega e partilha. Uma história de vida e de segundas oportunidades. De coragem. Uma história que nos enternece, nos faz rir, nos faz ficar de lágrimas nos olhos. E nos dá esperança: nunca é tarde para ganhar coragem e saltar! 

Um autor a seguir, sem a menor dúvida! 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Blog Afiliado

Sugestões

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D