Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estórias na Caixa de Pandora

Estórias na Caixa de Pandora

grandes-autores-billboard
22
Dez14

Pérolas familiares

Já se sabe que eu e a minha família é assim uma coisa estranha. Resumindo: sinto-me orfã. E está tudo dito. 

Mas não bastava já ter uma família de caca, ainda levo com a do Gandhe.

Ontem a irmãzinha querida, que vive noutra cidade, mas mais parece que vive em Plutão, que não vemos desde o funeral do pai o ano passado, ligou a dizer que vinha até cá visitar a avó (mas só a avó, que com a mãe continua de relações cortadas), levar os miúdos a conhecer certos sítios da sua infância e juventude, que eles não conhecem, porque raramente cá vêm, e queria porque queria ver-nos e dar um beijinho. Ok, quando quisesse, ligava e nós íamos ao encontro. 

Pois esperámos, sempre com os telemóveis por perto, fomos tomar café com uns amigos à pressa, porque ela podia ligar, e eram 17h e nada. Ligou ele para a irmã. Pois que já estava a caminho de casa. 

Sem comentários!

 

4 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pela estória de:

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D